Hidratação: o que você precisa saber


Muito mais que uma aliada do bom funcionamento do metabolismo, na eliminação de toxinas, na regulação da temperatura corporal e no combate aos radicais livres, a água também está diretamente relacionada à hidratação do organismo, da pele e do cabelo. Isso porque o líquido, presente nos tecidos, é responsável por cerca de 60% do peso corporal. “Daí a importância de ingerir diariamente cerca de 30 mililitros de líquido por quilo de peso.


Na prática, uma mulher de 70 quilos, por exemplo, deve beber dois litros e cem mililitros de líquido por dia”, calcula a dermatologista Vívian Amaral, do Rio de Janeiromembro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Além desse cuidado, a médica recomenda ficar atenta aos sinais que o corpo dá de que precisa ser hidratado, entre eles boca e olhos secos, falta de elasticidade na pele, cabelo ressecado e diminuição do volume da urina. 

“A sede também é um indicador de desidratação e, quando ela aparece, significa que a pessoa já deveria ter tomado líquido há muito tempo. Caso contrário, pode sentir letargia, sonolência e desânimo profundo – esse último é capaz de provocar confusão e alteração mental, que exigem intervenção médica imediata”, avisa a especialista. 

Em tempo: vale lembrar que a desidratação da pele é mais frequente em idosos, quem toma banho quente e prolongado ou mora em regiões secas, como Brasília. “Para evitar que a pele fique ressecada, sem brilho, áspera e descamando, além de ingerir líquidos é indicado tomar banhos mornos e rápidos, não exagerar no sabonete e aplicar hidratante diariamente. As cápsulas de nutricosméticos também são boas pedidas para reforçar a hidratação cutânea e capilar”, diz a médica. Para os cabelos, ela também recomenda aplicar máscara capilar uma ou duas vezes por semana no lugar do condicionador.
Fonte: oenobiol.com
Nenhum comentário:

Postar um comentário